Banner Principal

Alimento Espiritual: Artigos e Formação

:: Canais / Espiritualidade

151 ST – A mão revela a nossa identidade cristã!

- Imprimir artigo

 

151 ST – A mão revela a nossa identidade cristã!
Há pessoas que tem personalidade, são disponíveis, fortes, flexíveis, dinâmicas, livres, independentes, seguras, comunicativas! Resolvem seus problemas, sem medo, sem ansiedades, sem depressão! Elas são criativas, alegres, bom testemunho de cristãs! Sobrevivem e vivem felizes! Outras pessoas não tem personalidade, são dependentes, inseguras, tímidas, medrosas, dependentes difíceis na comunicação, depressivas, angustiadas, ansiosas, invejosas! Elas sempre ficam encostadas e dependentes de outras pessoas. Eu sei que não nos fez para vivermos sozinhas! Mas, será que é com seres humanos que precisamos contar?...
Quando você é gente, tem personalidade, vive a imagem e semelhança de Deus, você é como a Mão! Segura a xícara com a sua mão. Reparou quem segurou a asa? Os dedos!... Repare na sua mão, passe a mão na cabeça. Quem tocou? Os dedos! ... Faça um carinho. Quem te tocou? Os dedos!... Dá um tapinha na mesa. Quem bateu? Os dedos!... Veja! Tudo que a mão faz, ela conta com os dedos. Os dedos trabalham e a mão leva a fama!...É assim a presença invisível e a ação de Deus em nossas vidas! Os dedos são como Deus, que fazem tudo,
seguram as coisas, funciona a coordenação motora, digitam... Mas a mão leva a fama!  Dá uma mãozinha aqui para mim? Se olharmos bem, foram os dedos que seguraram! Põe a mão aqui para mim? Vai ver é o dedo que agiu!...E sempre a mão leva a fama! É sempre Deus que nos move, nos inspira, nos impulsiona as boas obras, etc...mas nós não reconhecemos sua ajuda.
Quem, na vida psicológica, são os nossos ‘dedos’? ‘Dedos’ que agem debaixo da nossa consistência humana e passam despercebidos?... Nós não somos sozinhos como as aparências mostram. Deus não seria tão incoerente de nós deixarmos em solidão existencial, se até Deus existe em comunidade “Trino e Uno”. Eles não são sozinhos nunca! A natureza ontológica divina é única e a natureza funcional divina é trina. Fiquei pensando nos dedos... Contemplando as minhas mãos fui meditando em cada dedo, com receio de perdê-los. E conclui que:
O dedo maior, o Pai de todos é o Deus Pai. (Jo.17,24-25). O dedo indicador é o Espírito Santo que sempre aponta o caminho, só para quem presta atenção, manda silenciar, aperta um botão e tudo funciona neste mundo digital. (Jo.16,13-14). O dedo anular, onde pomos os anéis, a aliança é o Jesus Cristo. Ele fez aliança de sangue conosco e com Deus, na cruz! Ele é que vem casar com a Igreja na segunda vinda. (Apoc.19,7-9). Somos sua noiva Igreja. Jesus Cristo Ressuscitado, nosso eterno namorado! O dedo mindinho, o nosso modelo de humanidade agradável a Deus, a Virgem Maria. (Jo.19,25-27). O dedo polegar sou eu! É o meu eu interior! Meio desgovernado, sem se encaixar direito, mas vai lutando. Eu, quando estou bem, é dedo para cima! Quando estou mal é dedo para baixo! Todos trabalham em comunhão, em sintonia quando existimos como pessoa. Até sozinha ainda somos comunidade com Deus, pena que as pessoas não tomam posse desta realidade espiritual.
Até os nossos gestos falam de nossa vida espiritual:  a pessoa sem Deus, se torna um ateu, então, é como uma mão fechada e só serve para dar murros, brigar e socar os outros. O inimigo de Deus é representado na mão por um símbolo de ausência de Deus: elevando o humano (polegar e mindinho) e abaixando a divindade (os três dedos:indicador, pai de todos, anular) da Trindade conforme nos símbolos da Nova Era.
Abençoadas são as mãos que me ensinam - nunca sou sozinha. Sempre que estiver sozinha na realidade material, somos cinco comigo na realidade espiritual até o fim do mundo. (Mt.28,18-20). Esta consciência de comunidade dá base e sustenta as pessoas fortes. Obrigada Senhor Deus por tanta ajuda invisível nas nossas vidas.

Juracy Villares. Comunidade Missionaria Santíssima Trindade. www.cmsantissimatrindade.org.br

Juracy Villares

Copright 2002 - 2006. Comunidade Missionária Santíssima Trindade - Todos os direitos reservados