Banner Principal

Alimento Espiritual: Artigos e Formação

:: Canais / Sacerdotes

Eras Tu, Senhor! ... Naquele Sacerdote

- Imprimir artigo

Neste mundo de desamor, de incompreensão, onde há tantos excluídos: os menores de rua, os idosos, os encarcerados, as prostitutas, os doentes, os aidéticos, os deficientes, os drogados, os alcoolizados, os desempregados, os que não foram desejados, os abortados, os que não fazem falta...
Neste caos de inflação do sexo, da droga, do alcoolismo, endossados pela degeneração da propaganda de televisão assistimos a quebra de nossos valores. Vemos fome, guerra, miséria, famílias desagregadas. Os adultos perderam o sentido da vida e do amor!...
Deus, que é o Amor, deu uma solução para o desamor! Deixou a Si mesmo de várias formas, segundo a riqueza de Sua Misericórdia: na Igreja, na Eucaristia, na Bíblia, nos dons carismáticos, nos Sacramentos, no Sacerdócio ministerial e comum.
Os sacerdotes são pessoas para amar em plenitude, em Nome de Jesus e no Seu lugar. Amar aos carentes, aos excluídos e aos excludentes e maus, aos pobres e aos ricos vazios, aos opressores necessitados de conversão e aos oprimidos explorados, aos sem vez e sem voz.
“De fato, por Jesus Cristo ter suportado tribulações (até a morte), está em condição de vir em auxílio dos que são atribulados. Portanto, irmãos santos, participantes da vocação que vos destina a herança do céu, considerai o mensageiro e pontífice da fé que professamos, Jesus Cristo. (He 2,18-3,1). Ele está Vivo e se não for considerado assim, será o maior excluído desta Campanha da Fraternidade”.
Jesus está Vivo e amando-nos em cada sacerdote. Sua Paixão é o maior Amor do mundo, dura até hoje, no tempo e no espaço. Foi de forma cruenta no Calvário e continua de forma incruenta na Santa Missa e Eucaristia (a cada minuto que passa, uma hóstia se levanta em alguma parte do mundo.). E também é Calvário na vida de cada sacerdote ministerial que se oferece em cada Santa Missa, na consagração. Jesus sofreu martírio de sangue e os sacerdotes sofrem o martírio de sofrimento psicológico. "Lembrai-vos dos encarcerados, como se vós mesmos estivésseis presos com eles. E dos mal tratados como se habitásseis no mesmo corpo com eles” He 13,3.
Realmente, Deus nos ama com Infinito Amor!... Ele Se faz presente em cada um dos sacerdotes que nos ama em Nome de Jesus. Para tão grande missão, os sacerdotes sofrem uma santa exclusão, o Celibato. (são um pouco presos, um pouco mal reconhecidos e mal amados, um pouco sozinhos). Mas, escolhidos e retirados do meio do povo, com todos os seus defeitos e ainda sem serem santos, são constituídos pelo Sacramento da Ordem, para serem Jesus Cristo Vivo hoje! Em vez de olhar o que se perde, padre, olhem o que se ganha :ser Jesus hoje !
A maior dificuldade dos sacerdotes é aceitar com simplicidade "ser Jesus" e vivenciar existencialmente esta realidade. Os leigos também tem incredulidade com isto, porque olhamos as aparências, cobramos atitudes e não os amamos como a Jesus. É por Ordem de Deus, que os sacerdotes devem amar em nome de Jesus Cristo, sem as características do amor humano, (sem atração física, sem interesse sexual) mas pela Fé, com amor espiritual, pela força do Espírito Santo .
Torna-se necessário viver um Pentecostes e ter uma fecunda vida de oração para viver segundo o Espírito. Os que vivem segundo a carne gostam do que é carnal; os que vivem segundo o espírito apreciam as coisas que são do espírito. Ora, a aspiração da carne, é a morte, enquanto que a aspiração do espírito é a vida e a paz. Porque o desejo da carne é hostil a Deus; pois a carne não se submete à lei de Deus, e nem o pode. Os que vivem segundo a carne não podem agradar a Deus. Vós, porém sacerdotes, não viveis segundo a carne, mas segundo o espírito, se realmente o Espírito de Deus habita em vós.(Rom 8, 5- 9 ).
Você poderia argumentar querido leitor, todos devem amar ...e não só os sacerdotes!....Mas são estas pessoas, que argumentam muito, as mais preconceituosas com o amor, principalmente se não vivem pelo Espírito, ou se foram orientadas com repressão sexual. No novo Catecismo, parágrafo 1546-1548, realmente diz que somos um Reino de sacerdote, e por isso devemos ser intermediários e intercessores entre Deus e os irmãos, e amá-los como se fossemos o único canal do Amor de Deus para com eles. Mas, também diz, que o ministro ordenado age "in persona Christi Capitis", na pessoa de Cristo - Cabeça .
Se você está mal, sentindo-se excluído do mundo, procure um sacerdote católico e você encontra Jesus cristo Vivo! Deus te ama e não te desamparou. Então, você poderá experimentar o que tantas vezes aconteceu comigo ao procurar apoio, amor, dialogo, Deus, nestes sacerdotes; crendo e respeitando-os como homens de Deus. Você pode até . . .
. . . ter a surpresa de nele, um dia
ver o próprio Jesus Cristo, Filho de Deus e reconhecer :
"Eras Tu, Senhor ! . . . neste sacerdote". . ..

Juracy Villares

Editado na revista: Voz Amiga. Congregação dos Servos de Jesus Sacerdote.

Copright 2002 - 2006. Comunidade Missionária Santíssima Trindade - Todos os direitos reservados