Banner Principal

Alimento Espiritual: Artigos e Formação

:: Canais / Ser Igreja

Jesus Cristo quis Ficar!...1Cor.16,23.

- Imprimir artigo

Ah ! Como quero amar Jesus ! . . .
Do livro: “Vocação: uma vida encantada com Deus!” de Juracy Villares.
 

Jesus Cristo nos amou tanto, que quis ficar conosco em todas as dimensões do ser humano: espiritual, psicológica, biológica e social.
Ficou conosco na dimensão espiritual através do Espírito Santo agindo na Igreja com dons carismáticos, na edificação das comunidades. No Pentecostes, é o Espírito de Jesus, o Espírito Santo que fica conosco. “Se me amais guardareis os meus mandamentos. E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Paráclito, para que fique eternamente convosco”. (Jo14,15-16)
Jesus deixou-nos sua presença psicológica na Bíblia que contém todos os seus pensamentos, sentimentos, desejos, valores, princípios, gostos, preferências, planos, projetos; sua vida racional, sua afetividade, e sua vontade. “ E enrolando o livro, deu-o ao ministro e sentou-se; todos quantos que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele. Ele começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu este oráculo que vós acabais de ouvir” (Lc. 4,20-21). “Este é o discípulo que dá testemunho de todas essas coisas, e as escreveu.e sabemos que é digno de fé o seu testemunho. Jesus fez ainda muitas outras coisas. Se fossem escritas uma por uma, penso que nem o mundo inteiro poderia conter o s livros que se deveriam escrever” (João 21,24-25)
Ficou conosco na dimensão biológica através de seu corpo e sangue nas espécies eucarísticas do pão e do vinho. “Tomou em seguida o pão e depois de ter dado graças, partiu-o e deu-lho dizendo: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim”. Do mesmo modo tomou também o cálice, depois de cear, dizendo: Este cálice é a Nova Aliança em meu sangue, que é derramado por vós” (Lc.22,19-20).
Deixou-nos sua presença social através da pessoa do sacerdote pelo sacramento da Ordem, numa sintonia de duas identidades ontológicas diferentes superpostas numa mesma identidade existencial, funcional, num mesmo gesto.
Com este amor pelos sacerdotes, que são os guardiões de sua Presença entre nós, em todas as 4 dimensões, Ele faz o seu Calvário ser ato eterno de amor por nós. Seu amor é grande e perpetuo! Ecoa através do tempo numa eterna missa. Ele nos ama muito!
“Eu sou o Alfa e o Omega, diz o Senhor Deus, Aquele que é, que era e que vem, o dominador.” (Apoc. 1,8). Jesus Cristo é o princípio e o fim desta fila de homens, os sacerdotes, que perpetuam o seu gesto único de amor no Calvário. Vemos daqui, do 3º Milênio, que Jesus é o Último desta fila, quando veio neste mundo há 2000 anos atrás, em sua 1ª vinda e viveu sua vida de solteiro, evangelizou, morreu no calvário e ressuscitou. E desde então, em cada minuto que passa, em alguma parte do mundo, sua palavra é proclamada, seu corpo é oferecido ao Pai por nós em uma hóstia que se levanta nas mãos de um sacerdote, até que Ele venha novamente. Ele será o primeiro desta fila que virá na sua 2ª vinda em glória e majestade para a suas bodas e para viver conosco a sua vida de casado com a sua Igreja. ( Apoc. 19,7-9)
Ele nos amou muito e confiou a guarda destas preciosas dimensões de Sua Santa Presença entre nós a sacerdotes, homens corruptíveis, que muitas vezes não conseguiram efetivar e quase se perdeu o significado destas presenças de Jesus Cristo em sua Igreja.
Na historia da Igreja, quase se perdeu a presença espiritual de Jesus agindo na Igreja, através dos carismas, como ferramentas de edificação das comunidades, tão usados nos primeiros séculos. Contudo foi guardada por alguns santos e por nossos irmãos pentecostais, e hoje restaurada pela RCC .
A RCC também está restituindo ao seu lugar, a presença psicológica de Jesus, a Bíblia, guardada algum tempo por nossos irmãos protestantes.
A presença biológica de Jesus Cristo, no pão e no vinho, sofreu ataques de descrédito por nossos irmãos protestantes, e foi resguardada por Deus com milagres Eucarísticos como o de Lanciano e vários outros, e na vida de alguns santos com o seu testemunho. A adoração ao Santíssimo Sacramento também está sendo devolvida ao povo pela RCC.
E a presença social de Jesus na pessoa do sacerdote está parcialmente destruída pela secularização do nosso tempo, pois o padre quase é considerado uma pessoa comum, ainda que guardado pela força do sacramento da Ordem. Também esta dimensão está sendo resgatada e valorizada novamente pela RCC.
Jesus é fiel e sempre protegeu de outra forma a sua presença marcante entre nós; e ainda ama estes sacerdotes e os endossa sempre. Ele perde tempo à disposição destes homens. Ele não os descarta e se une a eles mesmo sendo diferentes dele e frágeis.
Jesus Cristo perguntou três vezes a São Pedro: “Simão, filho de João, amas-me mais do que estes? Apascenta os meus cordeiros, as minhas ovelhas.” João 21, 15-17. E deste diálogo surgiu a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo!
Mas, agora nestes tempos difíceis, em que a mesma Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo sofre tantos ataques e seduções do mal para dividir e sabotar a nossa identidade de Igreja Católica, também por três vezes a palavra do Senhor nos questiona de modo diferente:
Se alguém não ama o Senhor, seja anátema. (maldito) “Maranathá”. Vinde, Senhor Jesus! 1 Cor 16, 23.

Juracy Villares

Comunidade Missionária Santíssima Trindade

Copright 2002 - 2006. Comunidade Missionária Santíssima Trindade - Todos os direitos reservados